Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Sentimento Estrangeiro

Vivendo cá,
sinto saudades de lá.
É algo estranho que não se compara.

Nascente de um sentimento estrangeiro
alheio as vontades da mente,
mas cúmplice do infindável subconsciente.

Vivendo lá
sou como estrangeira
minha terra não ecoa
as pessoas dizem que não pertenço mais aquele lugar.

Vivendo cá,
os nativos comentam o meu falar
o meu jeito de vestir
o maneirismo brasileiro de agir.

Estrangeiro sou
em qualquer lugar
o meu exílio voluntário
este "banzo" que dá.

Saudades da minha terra,
onde cantava o sabiá.

Lu Ribeiro
Minha singela homenagem às pessoas que vivem longe de sua terra natal.


Lembranças infantis

Imagem
(Copacabana-Rua Marechal Mascarenhas de Morais,  esquina com Tonelero- década 30/40)



A brisa denuncia
floral das bougainvílleas
cítrico das frutas
sal das maresias.
Volto a adolescência,
Tonelero, Santa Clara
Duvivier,  Atlântica
ruas da minha infância.
Não sei detectar mudanças
as lembranças sentidas
corporificam a minha frente.
Não decifro as imagens
um misto de passado e presente
saudades, suspiros, delírios inconsequentes.

 Lu Ribeiro






Ensaio da solidão

Imagem
Impõe a vida a necessidade de refúgio  cerra os olhos da alma  vencida por tantas futilidades.
O excesso de tudo fulgura uma face impassível que não percebe nada nada captura.
O simulacro do real marcado na frase de todos os dias desfolham máscaras perfaz um estilo de vida.
O que aparentas é o que menos reflete posse de sorrisos falsos pronuncia frases que não convencem.

Lu Ribeiro


Epifania dos tolos

Imagem
Charles Bukowski 

Há um vozeamento sem eco risos ocultam ânsia face. Aplausos para os imbecis.
Etílica falácia dos bêbados não há opção para os doidos. Não há remédio para os pueris.
Farto da alucinante alegria não há unguento para os covardes. Não há resgate para os gentis.


“O problema do mundo de hoje é que as pessoas inteligentes estão cheias de dúvidas e as pessoas idiotas estão cheias de certezas”Charles Bukowski