Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

Antigos instintos (parte 2)

Uma semana se passou ele continua prescrutando os lugares. No Chá elas passam apressadas mal vestidas, galocha, chapéu, encapuzadas. O que capta é o andar, o mexer das ancas, sem dúvida preferia as gordas. Tipo de mulher perfeita, estilo de Botero, aquelas enigmáticas damas. De estrutura voluptuosa, mas de frágil coração, deliciosas presas então. O problema é o acesso, pois são desconfiadas por natureza. O que deve ser feito é realinhar o discurso e perfazê-lo com destreza.

Antigos instintos

Aguardou os últimos instantes, a porta se abrira e as pessoas andaram devagar. João pegou sua mochila e se dirigiu para o setor de desembarque. Os olhos atentos buscaram um rosto familiar, porém não reconheceram ninguém. O coração acelerou e o pensamento ficou em sua cidade. O futuro se apresenta num rosto simpático, ornado com um sorriso franco, cabelos loiros e olhos amendoados. O passado ficava difuso, parecia não pertencê-lo. O presente um aglomerado de gente. Depois de uma hora ela chegou, beijou-o rapidamente, segurou-lhe a mão e juntos seguiram para o estacionamento.  Ele já conhecia a metrópole, ansiosamente captou as imagens das ruas com desejo de memorizá-las, naquele instante sentiu que ali seria o seu lar, com tantas almas livres para extirpar.

MESOCLAVE

Imagem
A raiva passou.  Cessou como uma tempestade de verão. A face sublimou.  Transfigurou-se em outras que passeiam em vão. A voz sussurrou.  Abalou-me os alicerceis do coração.