Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2015

Condicionais

Se me habituo com a solidão
não significa que ser feliz é ser só
Se quero o silêncio entre as palavras
não significa que amo a palavra silenciada
Se prefiro o entardecer de cada dia
não significa que sou indiferente a Aurora que se anuncia.
Todas as condicionais dão liberdade as minhas contradições.










"Pouco amor, para muito tempo para amar." Parafraseando Nina Simone

Reflexo

A pior mentira é aquela que se faz diante do espelho. Forja-se um sorriso, mas a dor refletida nos olhos tende a mostrar aos mais atentos que o reflexo é falso.

Breves minutos

Ela hesitou um pouco, mas decidiu enviar a mensagem. A mensagem cifrada disfarçava a esperança de alguma resposta.
Depois de dois breves minutos recebeu a resposta " você está aqui? Diga-me onde."
Ela informou a sua localização e segundos depois ele apareceu. Desceu as escadas com desenvoltura e a medida que se aproximava o coração batia enlouquecidamente.
Abraçaram-se e o contato dos corpos foi único e durou para sempre na memória e no coração.
Ela tentou disfarçar, estava prestes a abandonar tudo e ir com ele.

Saltimbancos em duas rodas

Eles tiveram um amor de verão que por acaso virou uma amizade para vida inteira. Ela com todo romantismo que lhe cabe aos cinquenta. Ele com toda sabedoria dos seus vinte e cinco. Juntos movem o mundo, reviram os sonhos e plantam paixões pelas estradas do interior do país. Simplesmente eles são amantes da vida. Carregam na garupa de suas motos a generosidade, a alegria e o poder de fazer sonhar que se revela no sorriso de uma criança, que simplesmente os reconhecem por Timbumm e Tita.

As areias de Jeri

Imagem
Ela continuou a caminhar pelas dunas. A areia fina passava pela proteção da roupa e rasgava-lhe a pele.
O sol de Jeri era impiedoso com os mais fracos, parecia que o calor calcinava os ossos. Além disso, aumentava a sensação de carregar toda a culpa do mundo nas costas. Afinal, abandonara o marido nas vésperas das bodas de porcelana.
Esse pesar em particular fazia parte do ônus de sua escolha. Respirou profundamente, ajeitou os cabelos, prendeu o lenço sob o chapéu de abas largas, passou batom nos lábios e ornou-se com um sorriso franco. Depois, acenou para o seu amor que brincava de desmanchar as ondas do mar. Definitivamente estava feliz.


Salve, Salve o mês Junino

Imagem
tem cravinho
tem bolo de fubá
tem churrasquinho
tem muito pra dançá

Nesse mês Junino
tem festa no arraiá
pau de sebo
cabra cega
tem fogueira pra pulá

tem quadrilha ensaiadinha
tem fogos pra soltá
tem bandeira colorida
tem festa ao luar

Nesse mês Junino
no início São Tuninho
no meio São Jão
no final São Pedrinho
Ah! Tem festejos de montão.


O show

Imagem
o violão
a luz
o coro
a canção


o coração
a voz




o silêncio
a paixão


as mãos
o desejo
o beijo
a declaração




Single

Imagem
Pintei o quarto com tons de amanhecer
arrumei a cama com lençóis de seda vermelha
perfumei o quarto com flores de laranjeira
aguardei por horas a fio
noite inteira
solucei baixinho
amanheci sozinha
por fim,
outra vez solteira.


Ser de Luz

Imagem
repito o mesmo mantra
com novos pensamentos
meçocada inédito sentimento
como o ar que eu respiro

 cultivo a gentileza
   cristalinos desejos
     cria da natureza
       curvo-me
                  a sua realeza





Ganesha pertence à família de deuses mais popular do Hinduísmo. Ele é o filho mais velho de Parvati e Shiva. Parvati é filha dos deuses Himalayas, aquela cadeia de montanhas nevadas, que cobre o norte da Índia. Ela é uma deusa muito graciosa e linda, mãe bondosa e esposa devota. Shiva - bem, até mesmo seus amigos mais íntimos admitem, que ele não é um pai ou marido ideal. Shiva ama sua família de todo coração, mas a sua maneira. O que acontece é que ele não agüenta ficar em casa o tempo todo. Tem alma de aventureiro, gosta de viajar, mas a sua paixão é a meditação e o Yoga. Tanto, que quando absorto meditando, nem um terremoto o perturba. Shiva e Parvati casados, viviam muito felizes num bangalô no Monte Kailasa nos Himalayas, longe da civilização. Depois de algum tempo, Parvati percebeu…

Expectativas de um Ano Bom

Alguns fogos já anunciavam ao longe o fim daquele ano. Ana não tinha a menor vontade de ir à praia para a ver a tão famosa queima de fogos em Copacabana. Achava programa de gringo, de índio, de..., enfim, achava que não tinha nada que a interessasse. Mariana, por outro lado, era pura emoção. Já havia comprado roupa branca, lingerie rosa e flores pra Rainha do Mar. Estava, particularmente encantada com o que estava por vir. Pedro estava preocupado repassou o som durante à tarde, era a primeira vez que tocaria num evento tão grande. À flor da pele estava Marcelo, porque não conhecia ninguém só estava na capital há um mês, mas o seu colega de quarto insistiu que fosse. Contagem regressiva, Mariana fechou os olhos e cruzou os dedos, pedindo tudo que o coração ansiava. Ana estava alegrinha, depois de tantas cervejas, abraçou a primeira pessoa que estava ao seu lado. Marcelo ficou particularmente animado com o caloroso abraço que recebeu. Pedro executou bem as músicas, mas quando terminou vi…

Amar

Aquelas palavras soaram como alerta.
O coração demorou a bater, por breves segundos ficou em suspenso.
O pulmão não assimilou o ar, por centésimos de segundos.
Os olhos ficaram sem enxergar por milésimos, ou milênios.
Só sei que desse dia em diante a vida teve tons diferentes,
pois descobri
como é importante falar com o coração
e ouvir com alma,
tudo isso é sinônimo de amar.


Amantes

Imagem
nasceu entre assombros
sonhos de um sentimento
algo escondido pelo tempo
detalhes invisíveis de nós dois.

tudo na paz? Não!

tudo na paz
era assim que ele dizia
tudo na paz
refaz velhas nostalgias
tudo
não diz nada
na paz?
Não!
Estou letárgica por uns dias