Postagens

Mostrando postagens de Março, 2014

Sinal

Imagem
Sinal verde, atravessei a rua e ele estava do outro lado. Parecia feliz, calça clara, óculos escuros, semblante tranquilo era tudo que sempre quis. Eu o observei por algum tempo e viajei. Quando voltei a si, parei e percebi que ele havia partido.

Busca

Imagem
Andei por ruas tão antigas procurei o meu futuro encontrei o amor de presente.

Pensar em você

Imagem
Pensar em você
impossível esquecer do
sabor do vento
o movimento interno
tempestade em mim.

Pensar em você
tentar esquecer dos
sussuros no ouvido
beijos no umbigo,
suspiro em fim.


Pensar em você
é impossível esquecer
das suas mãos
viçosas e intensas
perfeitas pra mim.

Pensar em você
tentar esquecer das
promessas em vão
sonhadas no colchão 
plantadas em mim.




Jaz um amor

Olhei o véu em seu rosto, prometi a mim mesmo se outra vida tivesse não cometeria os mesmos erros.  Uma lágrima cai, o pranto se inicia. Se outra oportunidade tivesse seria a minha escolhida. Um soluço, a garganta fecha, ásperas palavras, meu lamento. Se em Deus acreditasse pediria que escutasse toda  angústia, aplacasse a minha dor, me conduzisse a sepultura.

Dissonantes

Imagem
Guardo os enredos sórdidos
colhidos na distração dos erros
inspirados na sordidez
amalagamados pelos medos.

Semelhantes em tudo:
verso oposto 
andrógino gosto
gozo em plenitude.

Somos dois em um
sinistro e canhestro.
Mundo certo?
Não! Avesso!




 Inspirado no filme "Elvis & Madona"

Delicadezas

Imagem
Quero sonho
com açúcar e mel
sonhos de amor
sabor de caramelo.

Quero suspiros
com cobertura de beijos
sereno de espírito
puro de desejo.

Quero brevidades
nas tardes com café e queijo
Beijos longos, suspiros
seus doces segredos.




Resposta de Teresa

Imagem
Hoje acordei esfacelada
mutilada pela saudade
coração  no cesto.

Tentei me ajuntar
pernas no ar
olhos no polegar.

Hoje você não viu
golpeu-me sem medo
meu coração se iludiu.

Tentei recuperar meu suspiro
do ventre surgiu um gemido
meu sonho simplesmente se rompeu.


Inspirado em Teresa de Manuel Bandeira

Simples

Simples

Doando as tristezas
vendendo as incertezas
comprando as alegrias
perdendo as verdades
reconstruindo a vida.

Sigo assim,
simplesmente imperfeita.


Assombro

Imagem
Ontem distraída andei pela avenida. 
Sem entender meu vagueio trouxe o pra mim. 
Não fez nenhuma menção, me olhou profundamente e  me beijou a mão. 
Foi tanta sutileza que me trouxe de volta ao chão. 
Assaltada pela cortesia, fiquei assombrada por todo dia.

Reação

Imagem
Ligo não atende
Escrevo não responde Falo não escuta Enfim, te esqueci.


Canibal

Imagem
Ele solitário vagou por algum tempo. Trocava os corpos com calma, mas não os deixavam tocar sua alma. Amante errante se alimentou de carne tantas e tantas vezes, que nem percebeu quando a alma amorosa lhe sorria. Um dia devorou inadvertidamente o grande amor de sua vida. Continuou errando, errante, só .... Hoje até que a morte lhe compraz. 



Vulnerável

Imagem
Vi você vagando
vem viver valsando vamos vislumbrar vontades:
vitórias vespertinas verdejante valores vastas visagens
vem voar  vem viajar vem viver. 
Veio vento veloz, veloz você voou.
Volta!
Lu Ribeiro

Infinito

Imagem
Por vontade própria subiu os degraus. 
Venceu o primeiro andar, o segundo era seu destino.
Porta aberta, torpor. 
Coração nos pés, 
fusão de abraços, 
epifania,
degredo, 
beijos
corpos abduzidos.
Lu Ribeiro


Jardim quase secreto

Imagem
Os olhares confessavam os segredos, entre sorrisos seus lábios insinuavam beijos, caminhavam juntos seus desejos enlaçados. Descendo a rua, dobrando a esquina um oásis encontraram. Um jardim escondido, um local sonhado. Um caramanchão inventado, um caracol assentado, passarinhos sobrevoando o céu, o ardor acalentado. Suas mãos loucas se buscavam e as palavras foram substituídas por abraços. E assim, ficaram por algum tempo enamorados, juras e sonhos inconfessáveis. Experienciaram algo único, por muitos outros amores desejados. Hoje vivem suas vidas cada um para seu lado.


Bem-me-quer

Imagem
Era um querer bem, mas ao tirar o véu ela descobre que todo bem  me quer termina.


Lu Ribeiro

Banho

Imagem
Suave
deslizou entre meus dedos
palmas das mãos
arrepiou os pelos
do antebraço
aos braços
abraços demorados
quase enamorados.

Outras vezes
beligerante
subiu pelo ventre
ausente de medo
alcançou 
os seios
roçou os mamilos
venceu receios.

Simplesmente terno
sussurou ao pé do ouvido
derreteu preconceitos
suspiros 
gemidos
deleitoso segredo.




Versando

Imagem
São versos frágeis
esses que tento escrever agora pincei no mais profundo pensamento no âmago da minha dolorosa história.
Versos tão meus que nem tente entende-los porque ao tentar expô-lo ao tempo quase se perderam.
São versos distraídos que nem percebem o que eu digo voam entre as letras ocultam suas verdadeiras facetas.
Ai de mim, hoje as palavras fugiram assim tão ligeiras que nem sei se as conheço tem horas que parecem estrangeiras outras loucuras do  meu silêncio.
Lu Ribeiro
(Inspirando no livro Pequeno Dicionário de Palavras ao Vento)


Te Traduzindo

Imagem
Teias
tecidas
torcidas
tolas 
tentativas
tramadas
trágicas.

Trouxe tempo
tantas tempestades
tolas temperanças
terremoto tênue
tradução total
teu texto
torcido.




O soldado e a Colombina

Imagem
Meu tio, Deval era muito engraçado. Quando chegava o Carnaval  ele dizia que meus avós haviam se encontrado na folia. E acrescentava que foi o "passo do ganso"* que meu avô seduziu a bela mocinha.  Todo ano era a mesma história. Minha avó simplesmente sorria. Meu avô só pigarreava e fingia que não ligava. Eu assisti por anos a fio, meu tio reproduzir essa pantomima**. Foi num dia de folia de 1985 que esse meu tio partiu para outra vida, anos depois foi a vez da minha querida vozinha. E eu fiquei assim, abandonada. No Carnaval de 1994, enquanto meu avô  segurava a minha filha no colo vestida de bailarina, tomei coragem e perguntei de chofre: "Fale a verdade vô, o senhor conheceu minha avó na folia?" Ele  me olhou nos olhos e disse: "Você foi a única que não  se esqueceu dessa história menina. Pra bem da verdade, foi no Carnaval que roubei o coração de sua avó. Eu era soldado raso e ela uma linda colombina."
*Passo do ganso:Uma marcha militar agressiva projet…

Curto-circuito

Conspira o tempo ameno, chuva cá dentro inspira desejo te ver tormento, lá fora sereno lancina fechou o circuito mentira!

DELONGAS

Imagem
Devolvi os Dvd's
Escolhi alguns livros
Limpei os vestígios
Ontem resolvi partir
Náufraga de ti
Guardei as lágrimas
Agucei a visão
Saí pra vida.