Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

Bem vindo, Amigo.

Imagem
Antes que o dia termine
vou buscar na vida 
todas as fontes 
de felicidade

Abrirei o coração
que estava cheio 
de saudade

Apanharei com as mãos
gotas livres 
de bondade

Antes que o dia acabe
deixarei entreaberta
todas as nascentes
de amizade.


* Inspirado no Soneto do Amigo de Vinícius de Moraes.
" O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica..."



Floreio

Imagem

Sem apelos

Imagem
Suturei cada mentira,
raspei da pele suas digitais
cirurgicamente abri o coração
pulsava fraco demais,
não implore perdão
fui cortada demais.




Curiosa

Imagem
Espiei pelo cantinho do olho
Psiu! Ele me viu.


À flor da pele

Imagem
Doces digitais meu toque  frêmita língua indeléveis ais.

No Varal

Imagem
Pus no varal as minhas ideias para secar
percebi que algumas ficaram alvas
outras manchadas em algum lugar.
Coloquei também a temperança para clarear
as tristezas estavam encharcadas
precisei torcê-las com cuidado
eram teimosia  demais
cheias de carrapichos
cheias de caprichos
cheias demais.
Tentei enxaguar os desamores
tão amarelados coitados
optei por deixá-los de molho.
Esfreguei a falsidade
com todo meu esforço
saiu bem devagar 
cada nódoa que soltava
eu danava a cantar.
Depois de  tanto trabalho
quarei as roupas no tacho
as rusgas antigas ficaram por lá.
Hoje pus no varal todos os  segredos
os medos, os desejos, os sonhos,...
Outro dia passo lá para buscar

Hoje quero ficar nua
brincar na chuva
rir de me acabar.

Desejar profundo II

Imagem
Sem medo
puxei as cordas
o vento varreu os pensamentos.

Sem arrependimento
lancei os sonhos
o mar engoliu os pesadelos.

Sem perceber
o corpo emergiu leve.

Sem saber
o coração renasceu.

Sem saudades
sinceramente,
Adeus.




Aos pés

Imagem
Os meus frágeis pés
possuem a leveza da pluma,
mas a agilidade da puma
a firmeza da acrobata.
Com os pés plantados no ar
corro o mundo
sou amiga de Mercúrio
não paro em nenhum lugar.

Segurança

Repousei os pés no abismo senti toda a segurança do mundo.

Pé de felicidade

Imagem
Comprei um pé de moleque pra fugir da monotonia,
pulei amarelinha e empinei papagaios
Subi na árvore da vizinha, 
roubei a flor do seu jardim.

Peguei um pé de vento
pulei o muro 
num pulo 
alcei voo
cruzei o mar.

Chutei a poeira,
num pé de esperança
roubei estrelas
num pé de moleque 
gosto de criança feliz.

Insana

Imagem
Derramadas no prato
de fato 
tudo exposto
a paixão 
o medo
a loucura
não cortei somente os laços
extirpei você de mim.

(Minha homenagem à todas as guerreiras que lutam contra o câncer, Uta Melle é um símbolo)

LIBERDADE

Imagem
Expurguei o seu veneno a fórceps Afiei as garras
Estou pronta para reconquistar a vida.

Coordenadas

Imagem
Caminhei sem pressa, saboreei o vento. A cada passo em direção ao sul, o coração preferia o céu, a mente voltava ao passado. Ruas cheias, mal cheirosas, barulho e caos. Seguindo a trilha de pé de moleque chegávamos em nosso refúgio 243 no 2 de Julho.

"Olha, o barulhinho!" (Feliz dia dos pais)

“Olha o barulhinho!”, é a frase que mais lembra ele. Sujeito honesto, trabalhador e leitor de Tex. Usava mala preta, sapatos, sempre sapatos, sempre sapatos lustrosos. Uma vez me disse que ganhou os primeiros tostões engraxando sapatos, amava-os, pois quando criança usava tamancos, tac, tac, tac. Como odeio tamancos!
Odeio isso também me faz lembrar-se dele “Menina bonita não anda descalça, odeio isso e você sabe”, então piscava, eu pulava no colo e ele dizia “Olha o barulhinho!” eu comia bananadas. Elas têm gosto de saudade, aliás, tudo isso é saudade, saudades de meu pai.

Feliz dia dos pais.

*Tex ou Tex Willer (que já foi chamado de Texas Kid quando foi publicado em 1951, na Revista Junior número 28), é uma personagem de banda desenhada (história em quadrinhos), criado em 1948 e originalmente publicada na Itália. Tex é uma das personagens de westerns mais longevas da história dos comics, sendo publicado em diversos países do mundo.

*Detalhe, meu pai até hoje faz a mesma brincadeira com …

Pequeno Adeus

Imagem
Li. Letras voaram, acentos sumiram. Lágrimas.

eRRO

Imagem
dENTRO  dE aLGUNS mINUTOS pRA mIM eSTARÁ tUDO aCABADO. pRA mIM pENSAR eM dESISTIR. o vOO sAI eM vINTE mINUNTOS pRA mIM sUMIR.

* Fruto da Oficina de Noemi Jaffe.






Pensando I

Imagem
ÀS VEZES,
SOMOS ÁRVORES ESQUECIDAS,
ESTAMOS ENRAIZADOS EM EQUÍVOCAS ESPERANÇAS.

Alvo (micro-conto)

Você é zarabatana sem pena  perfurou o meu azul  secreto,  não foi vômito,
 foi pura disritmia.

Celebridade Instantânea

Imagem
Não é perene Precisa de cuidados Vender o que não tem Algo totalmente imperdoável Alma não participa do processo Para ter sucesso, vale Ser o que não é, portanto Feliz é o Diabo!


Andy Warhol  profetizou "um dia, todos terão direito a 15 minutos de fama". Ele estava certo.


(Ex Participantes dos BBBs)


Para Mija

Imagem
Quem sou eu? A eterna viúva do Bartolomeu? Serei eu a concubina esquecida? Serei eu sua amiga?
Diante a tantos dilemas, o que eu quero saber simplesmente o que ocorreu? 
Só com meus livros no frio quarto limpo
Não sei quem eu sou
Acho que Deus me esqueceu.



Diálogo com gênio.

Imagem
-Faça o seu pedido? - Tenho vergonha de pedir. -Perfeição? -Não. -O que deseja então, amor? -Libertação.
(Socorro - Rogeria Holtz)

As meninas cogumelos

Imagem
Ao longe pareciam fazer parte da paisagem. Quando percebi se moviam, achei que estava sob o efeito depsilocibinae psilocina. Elas abriram as portas da minha percepção. De repente descobri eram humanas, eram simplesmente duas lindas meninas a contemplar o chão.


Pré tensão

Imagem
Intencionalmente Não quero Tradução para minha falta de   Racionalidade     Aquilo que      Gostaria de fazer com a minha       Angustia uma vontade louca de        Voar para fora de mim         Extrapolar as fronteiras do eu, ter           Licença incondicional para fugir.

Decepção

Imagem
Nada é tão concreto quanto à decepção Um sentimento tão devastador Que penetra na carne e atinge a alma É mais eficaz do que qualquer armamento Muitas vezes chega ser letal E como dizem “quando não mata aleja” Dilacera corações Destrói fortes amizades Abala os alicerces, mas encontra partida encontramos no tempo um excelente elixir.
No começo tem gosto ruim A gente vai se acostumando cada dose é mais revigorante a ferida vai se cicatrizando.
Eis que  um dia percebe-se está totalmente refeita. Mas a cicatriz continua lá,  porque afinal das contas Elas têm suas historias, marcas vívidas.
Quanto à decepção?
- Ah! Isso  faz parte da vida.

CONTAS

Hoje acordei com saudades de mim
Percebi que a vida contigo foi feita por subtrações
As somas foram poucas
As multiplicações ficaram restritas aos problemas
E as divisões são inevitáveis.

Hoje acordei assim
Matematicamente alucinada
Percebendo que a contagem do tempo foi vã
Refletindo que as potenciações só aconteceram contigo
E cada vez mais as expressões se igualavam a nada.

Hoje acordei
retrocedendo tudo
calculando cada percentual vivido
Tentando encontrar o problema na primeira raiz

Só hoje efetuei
Todas as nossas vidas problematizadas
descobri que a fração que me faltava
resta dentro de mim.