Memórias caboclas

Falando para o vento
Palavras perdidas
no tempo,
memórias da ancestralidade cabocla:
do mutirão
o beneficiamento
da farinha
a fornalha acessa
do café pilado
da cana doce em tirinha.

Falando para o tempo
pedindo que refresque
histórias de Sophia
do medo da noite
do banho de tina
dos laranjais em flor
da menina que lá vivia.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Síndrome de pavão

Atados